terça-feira, 31 de maio de 2016

Resenha - The Rocky Horror Picture Show


The Rocky Horror Picture Show
Por: Marina Rodrigues






Direção
Jim Sharman
Produção
Michael White
Baseado na peça
The Rocky Horror Show
de Richard O'Brien




Estrelando
Tim Curry como Dr. Frank N. Furter
Susan Sarandon como Janet Weiss
Barry Bostwick como Brad Majors
Richard O'Brien como Riff Raff
Patricia Quinn como Magenta
Nell Campbell como Columbia
Jonathan Adams como Dr. Everett V. Scott
Peter Hinwood como Rocky Horror
Meat Loaf como Eddie
Charles Gray como O Criminologista
Jeremy Newson como Ralph Hapschatt
Hilary Labow como Betty Hapschatt (née Munroe)



Distribuído por
20th Century Fox



Data de lançamento
14 de Agosto de 1975



Tempo
100 minutos



País
Reino Unido
Estados Unidos


  Com uma narração à Lá Vicent Price e uma vibe meio Pop Poe, The Rocky Horror Picture Show é uma das obras primas do cenário trash underground dos últimos 40 anos.

   Causando um furor inigualável desde seu lançamento em 1975, TRHPS deu o que falar, o filme foi banido na África do Sul durante várias semanas após seu lançamento nos cinemas locais pelo Conselho de Censura local, estreiou no Brasil cinco anos depois de seu lançamento, não sendo bem recebido. O filme costuma ser exibido em sessões da meia-noite, em que não há programas de censura. Em um cinema em Munique está em cartaz desde seu lançamento, alcançando o recorde mundial de maior tempo de permanência em uma sala de cinema.

   Uma ofensa aos mais conservadores, mas um hino para os socialmente excluídos, que ficam à margem de uma sociedade hipócrita em que os filmes precisam ser de moralismos intensos. Contemporâneo de Laranja Mecânica, lançado em 1971, abalou as estruturas dos padrões conhecidos de Hollywood.

   A história se passa em um cidadezinha pitoresca tipicamente norte americana, em que dois adolescentes, mais do que estereotipados e saídos diretamente dos filmes de terror da época, são postos da maneira mais clichê possível dentro de um castelo assombrado repleto de figuras um tanto quanto excêntricas, um criado a lá Victor Frankenstein, uma governanta nada convencional, uma Groupie — sim, uma Groupie — com voz uma voz a lá Cindy Lauper e um cientista travesti vindo do planeta Transexual, na galáxia de Transilvânia. O que deveria ser apenas uma visita ao laboratório de seu querido professor Dr. Everett Von Scott, acaba se transformando numa jornada de auto conhecimento e descoberta sexual para Brad Majors e sua noiva Janet Weiss, quando descobrem os planos de Frank N' Furter em criar um homem que satisfaça a seus desejos, nomeado Rocky.

  The Rocky Horror é uma sátira muito bem bolada dos filmes B e da ficção científica. A famosa Double Feature, mencionada na música de abertura do filme, faz tributo a filmes como Flash Gordon, O dia em que a terra parou, O homem invisível, King Kong, Doctor X, Drácula, Tarântula e muitos outros.

   Esse cult dos cults dos renomados filmes trash não foi só um "Boom" na cara dos mais conservadores e defensores dos valores e dos bons costumes, como foi decisivo no desenvolvimento da moda da música Punk: cabelos coloridos, meia-calças rasgadas, corseletes. Com suas fishnets e seus batons nada casuais, Dr. Frank N Further não é realmente o esperado de um protagonista Hollywoodiano, mas ao contrário disso, um anti-herói que, mesmo nesse papel, tornou-se o personagem mais querido dessa peça única da sétima arte.
   
   Se me perguntarem a fórmula do filme? Uma sátira, musical e comédia com pitadas de terror e ficção científica. Então tira os pais e avós da sala, te despe dos teus preconceitos, faz uma pipoca e assista esse must see do cinema trash dos anos 70.



     Atenção, a partir daqui contém spoilers

   Agora vamos falar das famosas exibições de The Rocky Horror Picture Show nos cinemas ao redor do mundo — como vemos no filme "As Vantagens de Ser Invisível", em que o personagem principal trabalha numa dessas exibições. Não conhece? É assim, deixa eu te explicar, já ouviste a frase "A primeira vez a gente nunca esquece"? Então, essa frase nunca fez tanto sentido em TRHPS.

   Virgem, assim é como és nomeado na primeira vez que vais numa dessas exibições — isso mesmo que já tenhas assistido ao filme milhares de vezes. As pessoas vão vestidas de seus personagens preferidos, falam com os personagens na tela — e no palco também, com atores de verdade! — e jogam vários objetos interativos durante o filme. Comumente os cinemas possuem seus próprios rituais para os "virgens", como subir ao palco para dançar e mais alguns "micos".

   Aqui vai a lista dos objetos interativos que tens que levar nas exibições (claro que vai variar de cinema para cinema, não esqueça que cada ambiente tem suas regras) ou que podes usar numa sessão com amigos na sala da tua casa mesmo:

  • Arroz: no começo do filme tem o casamento do Ralph Hapchatt e da Betty Munroe. Enquanto os noivos saem da igreja, você deve jogar arroz junto com os convidados da festa.
  • Jornal: quando Brad e Janet são pegos pela tempestade, Janet sobre sua cabeça com o jornal "Plain Dealer". Nesse ponto, você deve igualmente cobrir sua cabeça.
  • Pistolas de água: são usadas pelos membros da audiência para simular a tempestade em que são pegos Brad e Janet. (Entendeu o porquê do jornal?)
  •  Velas, lanternas, luz de celular: durante o verso "There's a light" da música "Over at the Frankenstein place", você deve acender a luz do objeto que levaste.
  •  Luvas de borracha: antes e depois do discurso do Dr. Frank N Furter, ele estala sua luva três vezes. Mais tarde, Magenta puxa a luva de suas mãos. Você deve estalas suas luvas ao mesmo tempo para criar um som de efeito na sessão.
  • Coisas para fazer barulho: ao final do discurso, o Transilvânianos respondem com aplausos e barulhos. Você deve fazer o mesmo.
  •  Confetti: no final da música "Chales Atlas Song reprise", os Transilvânios jogam confetti em Rocky e Frank, que estão indo para o quarto. Você também deve fazê-lo.
  • Papel Higiênico: quando o Dr. Scott entra no laboratório, Brad fala "Great Scott!", nesse ponto, você deve jogar rolos de papel higiênico no ar. (Aqui há um choque cultural, pois o significado dessa parte é que nos Estados Unidos os papéis higiênicos são de uma marca chamada "Scott").
  • Torrada: quando o Frank propõe um drink, os membros da audiência devem jogar uma torrada no ar. (Outro choque cultural, pois "propor um drink" e "torrada" significam "toast", uma mesma palavra, mas que varia de significado de acordo com o contexto. Uma dica de variação para o Brasil seria levar copos e os erguer no ar na hora do drink.).
  • Chapéu de festa: na mesa do jantar, quando Frank coloca o chapéu de festa de aniversário, você deve fazer o mesmo.
  •  Sino: durante a música "Planet Schmanet Janet", toque o sino quando o Frank canta "Did you hear a bell ring?" (Você ouviu o sino tocar?). (O barulho de Chaves também podem fazer o mesmo efeito).
  • Cartas de baralho: durante a canção "I'm Going Home", Frank canta "Cards for sorrow, cards for pain". Você deve fazer uma chuva de cartas.

No mais, como o Dr. Frank N Furter diria...Just Give Yourself Over To Absolute Pleasure*

*Se entregue ao prazer absoluto


quinta-feira, 12 de maio de 2016

Top 5 lojas confiáveis para se comprar na Internet


Top 5 lojas confiáveis para se comprar na Internet
Por: Duda Gomes

1° – Saraiva
Bastante prática e segura, Saraiva é uma das maiores lojas para compras na internet e é sempre uma boa opção para quem quer comprar com segurança e com variedade de produtos.

2° Hippie Artesanatos
Com vários itens como colares, roupas, pulseiras e muito mais, Hippie Artesanatos é a mais nova loja de cultura hippie. Além de enviar sementes de girassol junto com o pedido.

3° BenitengulandShoppu
Beni é uma loja cheia de produtos fofos – além de ser administrada por pessoas mais fofas ainda – e internacionais. É uma ótima opção para quem quer comprar coisas de fora com segurança.

4° Aliexpress
Uma das mais famosas lojas online, Aliexpress, também é uma boa escolha para quem quer ter variedade e segurança na hora de comprar.

5° Ourmomo Store

Voltada para o público anime, Ourmomo disponibiliza perucas, lentes de contato e muito mais para aqueles que desejam fazer cosplay.